sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012

INTERLÚDIO - Cecília Meireles


As palavras estão muito ditas
e o mundo muito pensado.
Fico ao teu lado.

Não me digas que há futuro
nem passado.
Deixa o presente - claro muro
sem coisas escritas.

Deixa o presente. Não fales.
Não me expliques o presente,
pois é tudo demasiado.

Em águas de eternamente,
o cometa dos meus males
afunda, desarvorado.
Fico ao teu lado.

* Imagem: Departure, escultura em bronze de Georges Lundeen.

Um comentário:

  1. Maravilha! Obrigada, moça, por me manter sonhando.
    Bjim

    ResponderExcluir